DO IT Week, porque se você quer, você pode!

DO IT Week, porque se você quer, você pode!

Na semana do Dia Internacional da Mulher, que tal um plano de ações para você chegar onde quiser?

“Se a mente humana é capaz de pensar e idealizar, é capaz de realizar” – Napoleon Hill

Ter metas e objetivos claros é algo que todos nós precisamos como parte da nossa própria existência e é algo que já escrevi aqui no Blog, entretanto, sabemos que se manter numa curva de motivação, por vezes, pode parecer muito difícil e é por isso que eu tenho uma novidade para você.

Se você me acompanha nas redes sociais, sabe a importância que eu dou para desafios (links os posts sobre), mas o que poucos sabem, é que ao longo destes projetos, maratonas, desafios, centenas de vidas são mudadas e tenho recebido diversos feedbacks.

Com a proximidade do Dia Internacional da Mulher (8 de Março), criei o DO IT Week, uma semana de planos de ações práticas, para você alcançar outro nível em apenas 5 DIAS!

Então, se você está precisando de uma completa transformação na sua vida, romper a barreira da zona de conforto e avançar para a região do sucesso, vem comigo!

Para darmos início, o primeiro passo é encarar seus vilões

Encarando o vilão da autossabotagem

Para entender mais a fundo a autossabotagem, recomendo a leitura do post completo sobre o tema.

Contudo, nossa mente é capaz de criar a nossa realidade, seja ela positiva ou negativa e sabendo disso, precisamos compreender que nosso maior vilão é a autossabotagem.

Sejam crenças que foram colocadas de forma inconsciente em nossas cabeças, como crenças negativas do dinheiro, limites impostos para o nosso sucesso dentre outras formas de se autossabotar.

Muitos destes limites, são apenas mentais, já que os demais, fazem parte do processo natural de desafios que precisam ser vencidos ao longo da vida.

Se pegarmos exemplos como Silvio Santos, Cel. Sandler ‘s (criador do KFC), Jeff Bezos e tantos outros bilionários, as adversidades naturais como pobreza, falta de educação de qualidade e tantas outras “desculpas”, foram vencidas pois suas mentes não tinham travas, ou melhor, não se sabotaram.

O mais interessante é que a natureza humana tende a criar entraves de forma natural e isso podemos observar nos primórdios dos homo-sapiens, onde preservavam energia para uma possível época de escassez e assim, levavam suas vidas dentro de uma zona de conforto.

Lembre-se: a zona de conforto é um local para visitar, mas jamais para ficar.

Para romper com a autossabotagem, é necessário planos de ações consistentes, que mantenham o foco, mesmo nos dias em que a motivação não estiver presente, pois cá entre nós, nem todo mundo consegue ser motivado 100% do tempo.

E como criamos um plano de ação?

Isso vou responder lá no meus stories, então corre pra lá para não perder nenhum conteúdo!

Está gostando deste conteúdo? Compartilhe!

Últimos posts do blog

Quer sair na frente?

Então cadastre-se em nossa lista para receber mais conteúdos com estes.