Geração Z: Quais os fatores que influenciam a compra?

Geração Z: Quais os fatores que influenciam a compra?

Um estudo recente realizado pela Gfk Consumer Life, apresentou dados interessantes para esse novo perfil consumidor e quais fatores influenciam diretamente e indiretamente o consumo. Mas afinal, o que é a Geração Z?

A geração Z é composta por quem nasceu na primeira década do século XX (14 a 24 anos)I. Por não haver uma exatidão na contabilização do tempo em relação ao surgimento das diferentes gerações, podemos considerar como geração Z quem nasceu no fim da década de 1990. O mais marcante dessa geração é a sua íntima relação com a tecnologia e com o meio digital, também podem ser semelhantes à Geração Millenials (25 a 40 anos).

Em outras palavras, são jovens que estão diretamente relacionados com as inovações tecnológicas e segundo pesquisa do banco Itaú, 35% da população mundial é dessa faixa etária.

Além de alto poder de consumo, a representatividade de compra destes jovens é imensa. Por terem um perfil tendenciado ao narcisismo, mas não de forma pejorativa, o corpo é seu templo e por isso buscam atividades físicas, estar bem apresentados e preferem marcas de valor agregado.

Um mercado promissor para o segmento imobiliário, principalmente por acreditarem em um estilo de vida autêntico, sem a necessidade de grandes espaços, buscando preferencialmente os apartamentos funcionais.

Segundo dados do IBGE 22/23, já pode-se perceber a interferência deste público no mercado imobiliário, onde boa parte dos imóveis das capitais de 1 a 2 quartos, são residências de jovens que priorizam a localização à espaço.

A pesquisa ainda revelou que 59% desse público recebe influencia direta de parentes, 54%d e amigos, seguidos de 39% por vídeos no Tiktok.

Ainda há outros pontos interessantes conforme imagem abaixo.

Quando o assunto é sustentabilidade e preocupação com o meio ambiente, esses jovens representam um público realmente focados na preservação, com 18%, contra 16% da média nacional.

Apesar de ainda acharem que boa parte dos produtos eco friendly não funcionem bem (52%), boa parte acredita que são caros e que não são explícitos quanto aos processos de preservação, abrindo um mercado de possibilidades para que empresas e vendedores possam explorar os diferenciais de sustentabilidade em suas apresentações.

Está gostando deste conteúdo? Compartilhe!

Últimos posts do blog

Quer sair na frente?

Então cadastre-se em nossa lista para receber mais conteúdos com estes.