Casas Suspensas: Um conceito que veio para ficar

Casas Suspensas: Um conceito que veio para ficar

Conheça o estilo casa suspensa e veja como identificar oportunidades num mercado em expansão.

Os condomínios verticais têm cada vez mais ganhado espaço nos grandes centros urbanos, seja por questões de localização ou pelos próprio crescimento das cidades e conurbações.

Exemplos clássicos disso, são cidades como Curitiba, São Paulo e New York, onde as casas acabam dando espaço às arranhas céus e que acabou gerando uma necessidade no mercado, as casas suspensas.

Já que o índice populacional tem aumentado a cada dia que passa, como proporcionar qualidade de vida de verdade, visto que as áreas úteis não se expandem na mesma proporção, o jeito foi olhar pra cima!

Engenheiros e arquitetos encontraram no conceito casas suspensas, uma forma de atender essa demanda, evocando a sustentabilidade, sem abrir mão da união dos dois cenários, a segurança dos apartamentos, com os benefícios de uma casa.

Conforto elevado ao extremo

Imagine um apartamento com todos os benefícios dos condomínios de alto padrão, só que com a vantagem de ter um jardim particular, piscina ou área externa?

A proposta das casas suspensas é exatamente esta: proporcionar o contato com a natureza, oferecendo espaços privativos externos indiferente à altura em que a moradia se localiza.

São verdadeiras mansões privativas na vertical, algo que era comum nas penthouses americanas ou coberturas e que agora atendem a todos, de forma democrática e cá entre nós, opções maravilhosas

Sustentabilidade

O grande diferencial dessas residências se dá pela sustentabilidade e o contato com a natureza, transformando o cenário numa verdadeira obra de arte.

Com redução de insumos e a compensação de carbono através do plantio de árvores, estes projetos visam agregar valor sócio ambiental, promovendo a conscientização de preservação.

São diversos diferenciais como a utilização de materiais com menor índice de impacto ecológico, redução dos materiais derivados do extrativismo, optando por soluções “green”.

Uma das grandes novidades são os pontos de carregamento para veículos elétricos, utilização de placas de conversão fotovoltaica que captam a luz solar tanto para sistemas de aquecimento quanto para luzes das áreas comuns.

Além disso há canteiros privativos para o plantio de temperos e hortaliças.

Revolução imobiliária

Cada vez mais as incorporadoras apostam no segmento onde a sustentabilidade, o conforto e os diferenciais são pensados para promover o conforto e bem estar dos moradores, por isso não de se esperar muito para que essa tendência vire febre nos grandes centros urbanos.

E você, o que achou da proposta?

Está gostando deste conteúdo? Compartilhe!

Últimos posts do blog

Quer sair na frente?

Então cadastre-se em nossa lista para receber mais conteúdos com estes.