SELIC: Entendendo a Taxa de Juros que Impacta a Economia

SELIC: Entendendo a Taxa de Juros que Impacta a Economia

O que é e qual o impacto dessa sigla no nosso cotidiano?

Muito se fala nos noticiários sobre SELIC e como ela impacta diretamente no aquecimento ou na redução do consumo e por essa razão, vamos mergulhar no universo da SELIC, uma sigla que desempenha um papel crucial em nossas vidas financeiras. 

Neste artigo, vamos desvendar o que é a SELIC, como ela funciona e qual é o seu impacto na economia brasileira. 

O que é a SELIC?

A SELIC, cuja sigla representa “Sistema Especial de Liquidação e Custódia”, é a taxa básica de juros da economia brasileira. Essa taxa é definida pelo Comitê de Política Monetária (COPOM), órgão vinculado ao Banco Central do Brasil. A SELIC é utilizada como referência para a remuneração de diversos investimentos e como instrumento de controle da inflação.

Como a SELIC é determinada?

A taxa SELIC é estabelecida durante as reuniões periódicas do COPOM, que ocorrem aproximadamente a cada 45 dias. Durante essas reuniões, os membros do COPOM analisam uma série de indicadores econômicos, como a inflação, o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) e as expectativas do mercado, a fim de tomar uma decisão sobre a taxa de juros. O objetivo principal do COPOM é manter a inflação dentro da meta estabelecida pelo governo.

O impacto da SELIC na economia:

Quando o COPOM decide aumentar a SELIC, o custo do dinheiro se eleva, tornando os empréstimos e financiamentos mais caros. Isso desestimula o consumo e o investimento, pois as pessoas e empresas têm menos incentivos para buscar crédito. 

Por outro lado, quando a SELIC é reduzida, o custo do dinheiro diminui, o que pode estimular o consumo e os investimentos.

Investimentos em renda fixa 

A taxa SELIC também influencia os investimentos em renda fixa, como os títulos públicos. Quando a SELIC está alta, esses investimentos se tornam mais atrativos, pois oferecem uma remuneração maior. 

Por outro lado, quando a SELIC está baixa, esses investimentos tendem a render menos, o que pode levar as pessoas a buscar outras alternativas de investimento, como ações ou fundos imobiliários.

A SELIC é um dos principais instrumentos de política monetária do Brasil e exerce um papel fundamental na economia do país. Sua taxa de juros impacta desde os empréstimos e financiamentos até os investimentos em renda fixa. É essencial acompanhar as decisões do COPOM e compreender como elas afetam nossas finanças pessoais e o panorama econômico geral.

O momento ideal

Com a possível queda nos juros, o mercado imobiliário para imóveis na planta ganhamenorme importância no cenário atual, seja pela sua rápida valorização ou liquidez, tendo em vista que muitos dos apartamentos comprados na planta são para investimento ou diversificação de carteira, que além de garantirem um patrimônio, podem gerar renda extra através das locações imobiliárias.

Para conhecer mais sobre este tema e das possíveis oportunidades, entre em contato comigo através do falecom@sophiamartins.com.br 

Está gostando deste conteúdo? Compartilhe!

Últimos posts do blog

Quer sair na frente?

Então cadastre-se em nossa lista para receber mais conteúdos com estes.